As 4 etapas de um posicionamento de marca perfeito

Tempo de Leitura: 5 minutes

Um bom posicionamento de marca pode ser comparado àquele jogador de futebol que sempre encontra o seu espaço em campo (não se preocupe: mesmo os pouco familiares à pelota vão entender a comparação).

Em uma partida, o jogador deve se movimentar constantemente para driblar a forte marcação, os imprevistos e a concorrência sedenta em tirar a bola dele. No mercado, não é diferente. O que muda é o nome dos marcadores, como recessão, concorrência, indicadores econômicos.

E o posicionamento de marca ajuda a guiar o seu time para o ataque porque ele age independentemente dos obstáculos no caminho. Não que ele evite os revezes do mercado, mas aprende a driblá-los para manter em foco o principal objetivo: a vitória.

E, para você escalar bem o seu time em campo, vamos ver quais são as 4 etapas de um posicionamento de marca perfeito?

O que é posicionamento de marca?

Estamos falando, basicamente, das estratégias utilizadas para gerar relevância ao consumidor. Saber o seu propósito e como você o desenvolve para que o público compreenda o impacto de sua presença no mercado.

Só que — no espírito de manter a analogia futebolística — esse conjunto de estratégias é desenvolvido constantemente, como ocorre antes de um time entrar em campo. São adotadas técnicas específicas para que o time melhore, aqui e acolá, até ser uma equipe robusta.

Dessa maneira, o posicionamento de marca deve ser pensado em 5 etapas:

  1. Defina o craque do seu time

E não estou falando de um colaborador que se destaque — embora isso ajude muito. Neste caso, quero colocar para você a importância em conhecer aquilo que faz a sua empresa diferente das outras.

Esse diferencial é uma espécie de atributo funcional em que você concentra os seus esforços e estratégias. Pegue, por exemplo, a marca de desodorantes Rexona, cujo mote é o tempo de proteção proporcionado pelos seus produtos. A Harley Davidson, que já comentei em outro post, caracterizou-se pelo ronco dos motores de suas motos.

E o seu time? De qual maneira ele pode formar uma torcida fiel?

Para responder a essa pergunta, faça uma avaliação do seu negócio e identifique algo que você faça melhor que a concorrência — ou algo que só você faça e possa agregar valor à sua marca. Assim, você inicia o seu posicionamento de marca.

  1. Identifique as oportunidades para ser campeão

Dizem que não se mexe em time que está ganhando. Acontece que, ao pensarmos no posicionamento de marca, novos esquemas táticos devem ser trabalhados, sim, principalmente para entender o que a torcida espera da sua empresa.

Para isso, podemos destacar a relevância da pesquisa de mercado. A partir dela, você identifica oportunidades, fragilidades, carências e necessidades que vão contribuir para o planejamento de sua marca.

Em seguida, você deve avaliar como as suas soluções podem se ajustar às tendências do público com o qual você se relaciona — e isso vai ser toda a base de como se posicionar, atrair e dialogar com o consumidor.

Posicionamento de marca

  1. Defina a formação do seu time

Enquanto existem técnicos de futebol que posicionam os seus jogadores de modo mais defensivo, outros acham que o melhor ataque é… Bem, o ataque. E entender como o seu time vai jogar, no mercado, é o propósito desta etapa.

Ou seja: é a abordagem de sua marca e como ela vai se comunicar com o público e se posicionar, efetivamente, no mercado. É o Just Do It, da Nike; o Think Different, da Apple; o Efeito Axe, para explorar o atributo da marca de desodorantes que aposta em sua fragrância.

Entenda, no entanto, que não significa apenas bolar uma boa sacada publicitária. Isso tudo se resume à identidade e personalidade da empresa, e como ela se comunica com o mercado.

  1. Coloque as peças em campo

Todo planejamento finda com a execução: o teste de fogo da empresa em colocar em prática o que, até então, tem sido uma temporada de treinamentos.

Isso se traduz em traduzir e expandir a personalidade, caráter e valores de sua empresa para todos os pontos de contato da sua marca — interna e externamente.

Ou seja: na maneira com a qual seus colaboradores lidam com fornecedores e parceiros; no perfil médio que você procura para formar as suas equipes; nas relações internas; e na postura ao interagir com o seu público.

E, hoje em dia, os canais de comunicação são variados, como:

  •         Atendimento presencial;
  •         Atendimento telefônico;
  •         E-mail;
  •         Chat on-line;
  •         Site;
  •         Redes sociais.

Cada um deles, portanto, deve seguir a filosofia empregada nas estruturas da empresa. O posicionamento de marca perfeito consiste em saber levar o conceito rascunhado nas pranchetas para o campo, e convertê-lo em resultados.

O que nos leva à importância em trabalhar essas etapas constantemente. É um processo interminável, pois o mercado está em constante metamorfose para driblar as suas defesas.

Cabe a você e à sua equipe buscarem o equilíbrio para criar um posicionamento de marca sólido, mas flexível o suficiente para se acomodar às mudanças e, assim, manter-se relevante no mercado e sempre na lembrança do público.

Entre em contato conosco e vamos definir, juntos, a melhor estratégia para criar um posicionamento de marca para a sua empresa?

O que é Branding?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *