Branding pessoal por que é importante para sua empresa

Tempo de Leitura: 4 minutes

Confiança não se conquista da noite para o dia. Sabemos que, com empresas, a relação de confiança pode ser meio distante às vezes. Como sua organização pode se aproximar do seu público sem parecer um “espantalho corporativo”? A resposta: branding pessoal. Sim, pessoal. Empresas são formadas por pessoas, afinal de contas e branding já deixou de ser exclusividade das empresas há muito tempo!

Hoje, especialmente em mídias sociais, é possível ver o branding pessoal em ação. As pessoas que se destacam sabem que a forma de se comportar no ambiente presencial ou online faz toda a diferença.

E, mesmo que você não ligue, a percepção ainda vai existir de qualquer forma e afetá-lo profissionalmente. Quer tomar as rédeas desse processo? Está pronto para saber mais sobre a importância do branding pessoal para sua empresa? Então, continue lendo!

2017 Mtv Video Music Awards GIFs - Find & Share on GIPHY

Mas por que branding pessoal?

A visão de pessoas como marcas não é nenhuma novidade. Mesmo na esfera particular, as pessoas buscam vender uma imagem para melhorar suas interações sociais.

Porém, quando foca-se no ambiente de trabalho, o branding pessoal facilita sua gestão profissional. Por isso, ele acaba sendo uma ferramenta importante para conhecer mais sobre a percepção de seu público.

Credibilidade é um fator importante para essa metodologia. Uma estratégia de branding pessoal, bem realizada e com consistência, pode ser crucial!

Late Night With Seth Meyers GIFs - Find & Share on GIPHY

Mas como se qualifica um profissional através do branding pessoal? Pequeno spoiler: vai muito além de postar meme no Facebook!

Tanto no pessoal quanto no profissional

Branding pessoal demanda que o público confie em você. Criar uma voz e imagem própria é parte disso. Assim, buscar uma forma única nesse processo de criação é a melhor maneira de cultivar essa marca e de reforçar o seu diferencial.

A confiança faz diferença quando se trata de aplicar esse branding de forma estratégica. Quando o cliente de sua empresa enxerga uma pessoa naquela mensagem, ela tem 24 vezes mais chances de ser compartilhada!

Claro que ser uma fera em seu branding pessoal para ser confiável no profissional exige sinceridade.

Ninguém vai comprar uma marca que pareça tão (ou mais!) artificial do que a empresa representada por ela. Saber passar autenticidade é necessário quando se apresenta essa marca.

Taylor Swift GIFs - Find & Share on GIPHY

Branding pessoal: a busca pelo nicho (“Tá pegando fogo o nicho!”)

Parece brincadeira mas, hoje, os grupos de consumo são extremamente fragmentados. Seu público, em casa, já não é mais atraído com a mesma força para uma percepção de marca tão abrangente.

Marketing, tecnologia, entretenimento dominical, não importa o mercado: toda área de interesse tem seu nicho. Quando trabalha-se o branding pessoal, descobrir esse pequeno espaço pode ser (sem trocadilho) uma grande descoberta.

Nichos são importantes porque é por meio deles que as empresas constroem conexões e fidelizam seu público. No arquivo confidencial da memória das pessoas – mesmo que elas sejam uma audiência menor –, elas associarão esse seu foco específico com a sua marca pessoal. E quem ganha com essa associação é você!

Branding pessoal: liderança e influência, quem disse que não dá?!

Guiar seu branding pessoal em um nicho acaba gerando um resultado interessante. À medida em que você gera conteúdo relevante e se envolve mais, o público que te cerca começa a te considerar uma voz de liderança. Uma relação verdadeira e confiável torna sua imagem profissional, como marca, muito mais atraente e orgânica.

Nesse processo de branding pessoal, vale lembrar também de que a conexão com outras pessoas conta muito para o fator influência.

O ato de se associar a marcas maiores e mais fortes, se feito corretamente, pode gerar maior confiança para sua identidade profissional como marca.

Considerações finais

O processo de branding pessoal, quando cultivado de maneira séria, acaba inevitavelmente entrando em sucesso e desenvolvimento de carreira. Não é por acaso.

Cultivar sua própria marca exige que você busque conhecimento, gere resultados concretos para seu público e produza valor.

É importante saber se reinventar de acordo com os objetivos que você, como profissional, busca para sua empresa. Cada expressão sua deve ser feita com sabedoria e consciência de que há uma narrativa sendo construída para o seu público.E, ao mesmo tempo, isso precisa ser apresentado de forma convincente e orgânica para ele.

O importante, em seu branding pessoal, é não abandonar a gestão da própria marca.  Afinal de contas, como já disse uma marca famosa na televisão, quem sabe faz ao vivo!

E então, convencido de que o branding pessoal é importante para sua empresa? Ficou com alguma dúvida? Deixe sua mensagem aqui nos comentários e vamos conversar mais sobre isso!

O que é Branding?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *