A sua marca é atrativa ou genérica? Saiba como descobrir!

Tempo de Leitura: 4 minutes

Quando um consumidor usa, popularmente, o termo “marca genérica”, você sabe exatamente ao que ele se refere. Marcas genéricas geralmente são opções derivativas que não são memoráveis no mesmo segmento. Independentemente da qualidade do produto, é preciso concordar em um ponto: nenhuma empresa deseja que sua estratégia de branding seja genérica!

Ter uma marca atrativa própria gera uma série de vantagens. Seu branding ajuda sua empresa a se destacar. Isso, claro, além de gerar fidelização e autoridade entre seus clientes.

Que tal conquistar isso para seu negócio? Confira, a seguir, como identificar se sua marca está sendo atrativa ou se caiu no gargalo das genéricas!

branding

Antes de começar: qual é a vantagem em ter uma marca atrativa?

Na verdade, é muito difícil pensar quais seriam as desvantagens em administrar uma marca atrativa, não é mesmo? Talvez a única desvantagem seria não estar pronto para todas as vantagens que uma marca atrativa oferece! Entre elas, é possível destacar:

  • Diferenciação: a competição é cruel e, se você não pode ganhar nos preços, deve ganhar na diferenciação. A marca pode ser um dos pontos de diferenciação nos quais você deve investir.
  • Público fiel à marca: você, como consumidor, com certeza tem marcas favoritas, que você não troca por nenhuma outra. Uma marca atrativa é uma espécie de troca com seu público: você oferece algo interessante e diferente por meio de sua marca, e eles irão responder com a decisão de compra deles.
  • Percepção de valor: a famosa e tão falada percepção de valor tem uma palavrinha principal no meio disso tudo: autoridade. Quem lava mais branco? Com qual operadora de celular se vai mais longe? Tudo isso é parte de um trabalho de marca que atrai e é consistente. Uma marca atrativa inspira essa percepção de valor e reforça a autoridade do que ela mesmo manda para o mercado.

branding

Sua audiência conhece mesmo sua marca?

Sim, é verdade, é um fator óbvio para saber se sua marca é atrativa, mas você se impressionaria com o número de empresas que não procuram saber mais sobre os públicos que alcançam.

Quem é seu público-alvo? A persona de seu negócio? A grande verdade é que, quanto mais completa for a resposta para essa pergunta, melhor! E não são só métricas que respondem essa questão. Apesar de serem importantes, é preciso analisar o cenário e investir em estratégias de branding para seu nicho.

O conteúdo da sua marca é único?

Provavelmente você já se deparou com marcas que, quando resolvem “abrir a boca”, parecem extremamente artificiais. Automatizar processos com mensagens automáticas é válido, mas uma marca atrativa precisa transparecer personalidade e verdade em seu conteúdo!

Após analisar quem é seu público, avalie a variedade e a forma como seu conteúdo chegará ao seu cliente em potencial. Por que não fazer algo diferente da mensagem padrão em seu Facebook ou no blog da sua empresa? Esteja alinhado com as tendências e faça com que seu branding promova um conteúdo único!

branding

Realmente diferente ou “diferente como todo mundo”?

Um argumento que sempre desmonta uma falsa inovação de qualquer marca é quando ela é comparada com sua concorrência.

Um erro comum ao mirar em um branding para uma marca atrativa é tomar elementos já estabelecidos pela indústria como algo único. Infelizmente, para essa empresa deslumbrada, é preciso mais do que isso.

Claro que há um equilíbrio a ser alcançado, mas quebrar regras para inovar e encantar o cliente é uma consequência natural de uma marca atrativa. Não é sobre criar polêmica barata, é sobre questionar padrões que todo seu mercado segue, sabendo que isso será positivo, ainda que não pareça em um primeiro momento.

Conteúdo interativo, opiniões consistentes, enfrentar tópicos considerados tabu, entre outras atitudes, podem fazer uma marca ser realmente diferente.

Afinal, como sua mãe já deve ter dito, “você não é todo mundo”. Sua marca também não precisa ser! Quebre convenções, mas mantenha o respeito e a relevância para seu público.

Sua marca é genérica mesmo? Nada tema!

É possível que haja algum ponto no qual você não conseguiu responder essas perguntas como gostaria. Não, não é hora de colocar a culpa na crise, ou na concorrência, ou em outros fatores. Se você descobriu que tem em mãos uma marca não atrativa, nada tema. O importante é sempre fazer com que sua estratégia de branding reflita os valores reais de sua marca.

Autenticidade e experimentação na medida certa são um processo executado no longo prazo. Não se preocupe se não há resultados imediatos, o importante é construir um direcionamento sólido para uma marca atrativa.

E então, conseguiu descobrir se sua marca é atrativa ou genérica? Tem algum case ou experiência para compartilhar? Deixe sua mensagem nos comentários!

O que é Branding?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *