O branding para diferenciar a marca de micro-empresas e startups

Tempo de Leitura: 3 minutes

Você, como a maioria dos empreendedores de microempresas e startups, deve quebrar a cabeça para equilibrar o budget em divulgação, otimização de processos e desenvolvimento de sua marca, não é?

Mas, se você tem acompanhado o nosso blog, já deve ter percebido que a gestão de marca tem se mostrado capaz de conciliar esse malabarismo empreendedor sem grandes investimentos — embora seja, sim, um esforço contínuo.

E, se você está por aqui pela primeira vez, seja bem-vindo e descubra como diferenciar a sua marca por meio do branding e sem ferir o seu orçamento mensal!

A diferenciação de marca com o branding

Aqui na CAPME, temos o costume em dizer que o branding é o que falam de você quando você não está na sala. Ou seja: o resíduo mais sincero da percepção que sua marca deixou no consumidor.

Isso significa que você precisa entender o propósito de sua marca, em primeiro lugar, e conhecer profundamente os hábitos de consumo do seu público. Ou, como ficou popularmente conhecido: a sua persona.

Uma explicação rápida: personas são personagens fictícios baseados em informações coletadas a respeito do perfil do seu público-alvo, como:

  •         Gênero;
  •         Renda média mensal;
  •         Profissão;
  •         Hábitos de consumo;
  •         Desafios e dores;
  •         Como o seu negócio pode solucionar sua demanda, objetivos e necessidades.

Com essas informações, você descobre como alinhar o propósito do seu negócio com aquilo que mais motiva o seu consumidor a procurar por uma empresa como a sua.

E não se trata de uma análise que exige muitos gastos, viu só? E, tampouco, o passo seguinte para diferenciar a sua marca — que se trata de desenvolver sua identidade e voz próprias.

Os seus valores expressos em sua marca

É comum dizerem que muito se pode usar de inspiração, de uma empresa, para replicar na sua própria buscando melhores resultados.

Isso só funciona no aspecto operacional, entretanto. Ao tentar fazer o mesmo com os valores internos de grandes marcas, e reutilizá-los para se comunicar com o seu público-alvo, soa artificial — que nem um casamento de aparências.

Por isso, desenvolver a sua identidade própria é tão determinante para o sucesso do branding de sua empresa. Acessível e prático, assim que você souber o seu propósito e quem é o seu consumidor, relacionar-se com os seus clientes será uma agradável consequência.

O relacionamento com os seus clientes

Vale lembrar que, nesse contexto de Era Digital que vivemos, o relacionamento com o cliente é uma peça-chave do branding. E não faltam ferramentas para você fazer isso da maneira mais apropriada.

Como as redes sociais. A partir de uma sólida presença digital onde o seu público está concentrado, você se relaciona com os usuários, soluciona dúvidas, apresenta um conteúdo cativante e que gere engajamento e apresenta as novidades de sua empresa.

Tudo isso de maneira fluída e natural. Afinal, você está se relacionando com o consumidor, e não empurrando serviços ou produtos goela abaixo deles.

E essa é a grande sacada do branding: mostrar-se essencial para o consumidor internalizando e exteriorizando os grandes valores que guiam o propósito de sua marca.

Repetimos, inclusive: não se trata de uma estratégia custosa, mas constante e longeva. Só assim, você vai apresentar e reforçar o quanto o seu negócio pode ser perpétuo no imaginário e demanda do público-alvo, e fazer com que a sua marca se diferencie de outras.

Quer saber um pouco mais a respeito do branding, e como a sua microempresa ou startup pode desenvolver a sua identidade para criar um relacionamento de sucesso com o seu consumidor? Então, entre em contato conosco!

O que é Branding?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *