O que você pode aprender sobre branding com Game of Thrones

Tempo de Leitura: 4 minutes

Se você acompanha Game of Thrones, certamente se animou quando a sétima temporada foi anunciada. Independentemente de que lado você está entre quem vê ou não vê a série, é inegável seu impacto no entretenimento e na mídia. E todo esse valor é administrado, você já deve imaginar, por uma poderosa estratégia de branding!

Game of Thrones já chegou a atingir valor de marca de R$ 10 milhões. E isso foi apenas em um episódio! A série recorde de premiações Emmy é uma marca reconhecida em mais de 170 países, atingindo recordes de audiência.

Por tudo isso, veja, a seguir, algumas lições de branding que Game of Thrones pode te ensinar dentro e fora de Westeros!

A disputa pelo “Branding de Ferro” em Game of Thrones

É possível que você não conheça nada sobre Game of Thrones. Se for o caso, é possível também que você tenha estado fora do planeta Terra durante os últimos anos!

Vamos recapitular o básico: o mundo de Westeros é dividido em Sete Reinos. Cada um desses reinos tem a sua Casa, uma família principal que rege o território. Todas competem pelo poder. Só uma chegará ao topo. Soa familiar com qualquer disputa de mercado?

Entre essas sete Casas, quatro famílias principais se destacam: os Stark, os Lannister, os Targaryen e os Baratheon. Você, grande fã da série, deve lembrar dos Greyjoy ou Tyrell. Mas, no final das contas, você sabe que o poder de comandar tudo sentado no Trono de Ferro vem dessas quatro Casas. Mas por que isso ocorre?

A resposta é uma só: branding. Ok, na verdade violência e traição também contam no caso de Game Of Thrones, mas é bom extrair o valor positivo e mercadológico da mensagem!

Cada uma das famílias ascendeu ao poder fazendo aquilo que grandes cases de branding fazem: apresentando uma solução da melhor forma por meio de seu serviço.

Claro que, como o fã de Game of Thrones sabe, nem sempre essa solução é… convencional. Mas em um mercado competitivo, é importante jogar de acordo com as regras. Coerência também é importante. Cada Casa tem sua personalidade e isso se reflete nas ações em cada episódio!

Branding não se resume apenas a logotipo e slogan, mas também é bom lembrar de que o trabalho das famílias de Westeros é excepcional. Frases como “O Inverno Está Chegando” ou a presença dos dragões da Daenerys Targaryen reforçam a filosofia, tradição e as crenças de cada família.

Inclusive, só o fato de o público torcer para que o personagem sobreviva é uma lição valiosa de branding. Será que branding pessoal também se aplica a personagens? Confira e compare as dicas com a jornada de seu favorito!

No Game of Thrones, ou você ignora a série, ou você se alia!

É verdade que nem todo mundo gosta de Game of Thrones. Mas todo mundo conhece alguém que gosta. Afinal de contas, existe o Twitter! A rede social sempre atinge recordes de interações quando o assunto é a nova temporada da série.

Só neste ano, mais de 13,8 milhões de menções a Game of Thrones foram feitas. E isso são números de antes do lançamento da nova temporada. A campanha de branding da sua empresa esteve junto? Talvez devesse!

Empresas como Spotify, Redbull e diversas outras souberam entrar na discussão de seus seguidores e ampliar as possibilidades de seu branding. Você sabe quantos clientes seus gostariam de sua marca com eles nesse momento?

Uma ação de branding em mídias sociais deve estar alinhada ao seu público. Afinal, sua percepção é que irá construir o valor necessário para que sua empresa atinja seus objetivos. Estude suas possibilidades e tente conquistar seu público em diferentes momentos de sua jornada. Isso inclui, claro, o momento em que passar um novo episódio da série na HBO!

Até a próxima semana!

Por fim, é possível aprender sobre como um bom planejamento pode sustentar uma marca. O branding de Game of Thrones é reforçado enormemente por seu planejamento de marketing.

Pense bem: uma temporada de Game of Thrones tem geralmente apenas 10 episódios. Por isso, é papel da HBO fazer com que sua marca, ligada a Game Of Thrones, seja lembrada durante mais do que somente dois meses.

O mesmo pode ser dito sobre o branding de outras empresas. A entrega, em si, representa uma pequena fração do momento em que sua marca precisa estar presente. Por isso, ações de sustentação e de lembrança de marca precisam ter um planejamento que saiba valorizar seu produto ou serviço.

Existem outras lições que Game of Thrones já te ensinou sobre branding? O entretenimento é uma grande inspiração para novas mudanças. Sua marca está sabendo acompanhar tendências? Deixe sua mensagem e entre nessa conversa e nessa tendência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *