Passo a passo para construir seu branding pessoal

Tempo de Leitura: 4 minutes

Quer um bom motivo, logo de cara, para construir seu branding pessoal? Ele faz com que você se torne único naquilo que você faz de melhor! E você provavelmente já sabe disso. Em busca de destaque e identidade, muitas empresas acabam naturalmente notando mais pessoas que sabem manter um branding pessoal forte.

Mas não é só de currículo aprovado que vive o ser humano! Um branding pessoal bem construído gera confiança, visibilidade e pode atingir nichos que uma empresa nunca pensou em explorar. Não importa se é o nicho em que ela atua ou se é algo secundário, branding pessoal é essencial. Confira o caminho das pedras a seguir!

Os 3C´s do branding pessoal

Você até pode não saber, mas o seu branding pessoal já está sendo percebido pelas pessoas! Sabe aquela sensação, aquela característica pessoal que se sobressalta quando você conhece alguém? Isso tem tudo a ver com o seu branding!

A boa notícia é que você pode começar a direcionar essas percepções. Uma das técnicas para isso são os chamados 3C´s: clareza, consistência e constância.

Uma imagem pessoal consistente ajuda a trazer credibilidade ao profissional. Isso é alcançado somente através de um posicionamento claro e de constância – afinal, o gerenciamento de sua marca pessoal é um trabalho integral, construído todos os dias!

  • Aprimore o branding pessoal nas redes sociais

As redes sociais, goste você delas ou não, são ferramentas quase que vitais para construir e fortalecer sua marca pessoal.

Por isso, é importante saber onde sua audiência se concentra e focar na melhoria desses canais de comunicação. Facebook, Twitter, LinkedIn… você, com certeza, já tem uma ideia de onde é possível e cabível investir mais.

Uma dica importante, nesse caso, é separar bem seus perfis nas redes sociais. Assim, você tem um espaço coerente para explorar seu branding pessoal naturalmente, falando a mesma língua de seu público.

  • Lute para produzir conteúdo

A construção de branding social é uma luta diária. Não no sentido literal, não se preocupe! Mas sim, você vai precisar gerar conteúdo de forma consistente e relevante. Marketing pessoal ainda é marketing, afinal de contas!

Como sempre, vale a pena tornar esse conteúdo palatável para cada diferente nicho que você pretende abordar. Cada área exige conteúdo de alta qualidade, e a forma como você produz e compartilha esse conteúdo diz muito sobre seu branding pessoal.

  • Acompanhe outras marcas pessoais

Nenhuma marca é uma ilha. O branding pessoal só cresce quando você se conecta com pessoas de interesses semelhantes.

Invista em canais que promovam uma discussão de qualidade. Isso ajuda a ampliar sua presença e reputação com sua audiência no longo prazo.

  • Não deixe de interagir!

Não são apenas canais de nicho os únicos merecedores de investimento. Sabe aquela pessoa ou empresa que te fez um comentário, mas você nunca interagiu além de uma resposta pontual? É um bom momento para sair da sua bolha social e construir seu branding pessoal por meio de novas interações.

Engajamento é a consequência de acompanhar novas pessoas. Combinar sua produção de conteúdo com uma comunicação sincera e direta é uma boa tática.

Sua marca pessoal também se beneficia recompensando seu público por começar a te acompanhar. Podem ser promoções, descontos em seu serviço… Seja criativo!

  • Una o mundo corporativo com o seu mundo pessoal

Geralmente esse é o passo final de toda a jornada de construção de sua marca pessoal. Os cases de sucesso de marcas pessoais influentes acabam chegando nesse ponto onde os universos se chocam.

É preciso fortalecer essas ligações entre seu “eu” pessoal e o corporativo. Isso vale, inclusive, para os dois lados da ligação. Você como pessoa pode promover uma marca de forma direta, ou você como empresa pode recomendar marcas pessoais de confiança.

Considerações finais

Confiança em branding pessoal, como já foi dito, não se constrói do dia para a noite. O processo todo exige compromisso e leva-se tempo para que a estratégia mostre resultados.

Como todo branding, seu método funciona no longo prazo. No entanto, ter o potencial e alcance segmentado de pessoas como marcas em sua empresa pode ampliar e qualificar seus clientes.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais sobre estratégias de branding? Não deixe de acompanhar o blog da CAPME para aprender mais a respeito.

O que é Branding?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *