Por que a criatividade importa para o seu modelo de negócios

Tempo de Leitura: 4 minutes

Você se considera uma pessoa criativa? Consegue apontar em quais aspectos seu modelo de negócios se destaca pela criatividade? Pois saiba que a inovação disruptiva que ocorre agora vai exigir muito mais das empresas em qualquer mercado. O seu modelo de negócios precisa estar preparado para isso!

Startups, produtos e serviços já não mudam a cabeça das pessoas com pouco. O potencial de mudança para sacudir o cenário é um fator decisivo para conquistar o mercado. Pensando nisso, veja, no post de hoje, porque a criatividade importa para o seu modelo de negócios.

A criatividade quebra barreiras e anuncia mudanças

Olhe para as empresas mais criativas agora, cheias de tecnologia e ideias para inovar de maneira disruptiva. Hóspedes se conectando a pessoas pelo Airbnb. Elon Musk por trás da Tesla investindo em um futuro espacial e com carros inteligentes.

Ideias que revolucionaram o mercado onde essas empresas se aventuraram. Criatividade que gera novos produtos para novos mercados – que, por sua vez, abrem oportunidade para um modelo de negócios distinto.

É possível extrapolar a disrupção com foco em novas tecnologias ou novas aplicações de tecnologias existentes. Cada aspecto da sociedade, no futuro, já será totalmente diferente. Novos desafios e oportunidades surgirão. Como fica seu modelo de negócios nesse caminho?

Da otimização à disrupção: em que ponto seu modelo de negócios se encontra?

As oportunidades de mudanças para sua estratégia de branding podem surgir a qualquer momento. Isso pode se manifestar desde melhorias básicas, passando por inovações e até mesmo o tão sonhado topo de um mercado disruptivo!

Pense em sua marca escalando uma pirâmide com cinco níveis. Na base, você tem a etapa de desconhecimento, isto é, seu cliente não conhece sua marca. Em seguida, há a fase de rejeição, quando o cliente já ouviu falar, mas não quer comprar ainda o seu produto ou serviço. Depois, esse cliente já terá familiaridade com sua marca, ele já terá ouvido falar sobre ela e, eventualmente poderá adquirir seus produtos. Na sequência, há o nível da preferência, quando o cliente ainda compra outras marcas, mas prefere a sua. Por fim, chega-se ao desejado topo! Aqui, na fase de idealização o cliente defende sua marca e, salvo algum problema ou falta, só vai comprar a sua.

O resultado desse “nirvana” disruptivo é a criatividade sendo percebida pelo seu público. E quando ele perceber sua marca, ele vai querer se identificar com ela. É o “Think Different” da Apple. É o “Live There” da Airbnb. São os valores que surgem quando sua marca já domina com tranquilidade a parte técnica e a competição do mercado.

Criatividade que já vem de fábrica

Você diria que o modelo de negócios de sua empresa é inovador? Bom, isso é o que todo o mercado pensa também sobre si próprio. Seu modelo de negócios, especialmente em um mercado saturado, precisa estar aberto a mudanças e inovações constantes. Ser inovador é o mínimo. É preciso inovar constantemente e de formas diferentes.

O conceito de design thinking se encaixa justamente nessa ideia. O processo de seu modelo de negócios deve estar orientado a soluções, não em elencar os obstáculos.

Há alguns anos, uma empresa nascia, crescia e, com a chegada da tecnologia, tentava adaptar seu modelo de negócios a novos paradigmas. Hoje a tecnologia não é mais algo que vem depois. É o que move novas empresas e marcas.

Outro modelo de negócios que já está em vias de extinção é a separação entre o pessoal que desenvolve seu produto da galera criativa. Design e inovação disruptiva surgem de tudo funcionando organicamente ao mesmo tempo. Não há mais espaço para dividir o famoso “pensamento de humanas” do “pensamento de exatas”. A criatividade está nas conexões!

Considerações finais

Para mudar, é preciso uma marca que se construa criativamente. Uma inovação disruptiva só surge quando sua marca vai além da percepção interna e externa de como se comporta. Quando um foco em mudanças e adaptação é assumido, as pessoas sentem-se mais atraídas pelo produto que essa marca oferece.

O processo de evolução de seu modelo de negócios, se impulsionado pelo branding de forma estratégica, pode gerar inovação ou até mesmo ser a disrupção que seu mercado não estava esperando.

Sua empresa está preparada para pensar criatividade de forma estratégica? Como a criatividade impacta em seu modelo de negócios? Venha cocriar essa discussão conosco, deixe sua mensagem nos comentários!

O que é Branding?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *